melhorias no EAD

Nome: Edilene Silva de Lima Oliveira, Elielton Oliveira Queiroz, Rhaifran Roberth Queiroz de Lemos.
E-mail: RHAIFRANLEMOS@FIEMA.ORG.BR
Localização: Açailândia – MA

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
A oficina evidenciou que a educação à distância apresenta dificuldades em sua dimensão em vários ramos da sua atividade, por parte dos professores existe uma grande dificuldade em transferir as aulas presenciais para as aulas virtuais, os alunos têm dificuldade em organizar o seu tempo para os estudos, sendo que a grande maioria esta acostumada com a forma de educação formal com o professor presente e pronto para responder suas questões. Apesar do fato de ser possível estudar em qualquer ambiente, a conexão com a internet acaba se tornando uma dependência e ela não está acessível em muitos locais, inclusive existem lugares. Outra dificuldade é a instrução pedagógica, o processo educativo da EAD não é o mesmo processo da educação presencial e isso demanda uma diferença em sua estrutura didática e pedagógica, para que a formação pedagógica esteja adequada a esses fatos ou que se adeque a ela.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Neste primeiro momento houve a apresentação aos participantes do perfil dos facilitadores seguido do relato aos presentes, acerca das problemáticas e objetivos que nortearam a elaboração da oficina. Houve também uma interação inicial para conhecer o perfil de cada participante a fim de traçar uma comunicação assertiva aos mesmos durante a execução da oficina. Foram convidadas pessoas que trabalham no ramo da educação, desde segmentos que envolvem ramos administrativos, pedagógicos como também a gestão escolar.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim, as ferramentas são extremamente úteis para chegar abordar os participantes e a chegar as conclusões.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Foram verificadas nessa oficina as várias possibilidades de se ofertar um ensino a distancia que garanta a inclusão educacional de uma considerável parcela de pessoas que buscam um ensino de qualidade e isso certamente gera muitos impactos, alterações no cenário educacional e consequentemente na sociedade que estará mais instruída e preparada para os desafios do mercado de trabalho. Não restam dúvidas que esta é uma forma mais acessível de todas as modalidades de ensino, e deve se desenvolver em função de um contexto social, no qual a influência tecnológica reordena valores e práticas pedagógicas necessárias para o ensino e para a aprendizagem. Dessa forma, sugerimos que nessa modalidade de Educação, a oferta e divulgação devem ser amplas e assertiva, ressaltando características como a forma diferenciada de transmissão de conhecimento, autonomia, capacidade de pensar, resolver problemas, de tomar decisões e de descobrir como processa seu próprio aprendizado, tornando-se assim um cidadão mais preparado e consciente para a vida em sociedade e para sua inclusão no mercado de trabalho.

Veja também