Design Thinking e almoxarifado

Nome: Josué Aurelino
E-mail: josueaurelino@gmail.com
Localização: Belo Horizonte – MG

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Nos dias atuais, com construções cada vez maiores e prazos mais curtos, espaço cada vez mais limitados para o canteiro de obras, além das particularidades do setor da construção civil, como podemos promover canteiros de obras mais eficientes e inovadores?

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
A oficina foi customizada, aplicada a uma turma de Aprendizagem Industrial de Almoxarife de Obras, em quatro equipes tiveram como principal objetivo assimilar e reconhecer as etapas que compõem o Design Thinking, a fim de desenvolverem soluções inovadoras que facilitem as atividades diárias do almoxarife.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
No desenvolvimento das atividades utilizamos o material disponível, principalmente o livro que junto com o conteúdo da plataforma, foram cruciais para o êxito da oficina. O material detalha de forma simples e de fácil compreensão o que é o Design Thinking, possibilitando a sua “aplicação” não somente em oficinas mas também no dia-a-dia da sala de aula.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Os participantes puderam desenvolver a empatia com a profissão de almoxarife, o que possibilitou que pensassem já como profissionais do setor. Eles puderam identificar anseios do profissional, interpretar, idealizar e propor soluções, além de experimentá-las. Essa sequência de ações contribuiu para a construção de ótimos projetos dos mais simples até os mais complexos, o interessante é que todos podem ser realmente aplicados, o que validou as etapas de empatia e interpretação. Vale realçar também que, notou-se um maior empenho dos alunos nas atividades, tendo em vista o aprendizado por intermédio de atividades práticas.

Veja também