Novos arranjos na sala de aula

Nome: Cesar Ricardo Stati
E-mail: cesar.stati@sistemafiep.org.br
Localização: Curitiba – PR

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Os alunos trabalharam o tema saúde ocupacional. Somente no ano de 2014 foram registrados aproximadamente 557 mil afastamentos por acidentes de trabalho, acidentes de trajeto e doenças ocupacionais. O impacto nas empresas é alto, pois, de acordo com Pastore, o gasto com aposentadorias especiais e acidentes do trabalho para a Previdência Social foi de R$ 14 bilhões naquele ano. Já para as empresas privadas os gastos foram de R$ 41 bilhões de reais. No final desenvolveram um protótipo de interface em papel de um APP.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Alunos do curso técnico em Informática para Internet – SENAI Campus da Indústria Curitiba

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Foi utilizado o material DT para Educadores. Foi um excelente material de apoio para as atividades da oficina.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Alunos compartilharam suas ideias do mundo abstrato para o real, sem tirar do foco o usuário e o modelo de negócio, parte do desafio próprio de alunos da área de exatas. Viram também a necessidade de aprofundar mais no tema, com acesso a material como internet e livros, além da presença de outros para analisarem as propostas.

DT na enfermagem

Nome: Simone Cecília de Melo
E-mail: simonececiliademelo@yahoo.com.br
Localização: Belo Horizonte – MG

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
O desafio proposto em sala de aula por mim, na disciplina de Enfermagem em Saúde do Trabalhador, foi a criação de um produto para grupos de trabalhadores, escolhidos pelos alunos que tivessem como foco a saúde dos grupos.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Os alunos escolheram as equipes,levando em consideração a afinidade,o interesse,e até mesmo características importantes para a formação do grupo, sob o ponto de vista deles.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Utilizei durante todo o tempo,na organização das atividades para cada etapa,no acompanhamento das discussões em grupo, nos feedbacks para as equipes, enfim, da organização do projeto até sua finalização.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Todos os grupos conheceram o universo em que todos estavam trabalhando e isso aconteceu,pois os trabalhadores (foco do projeto de cada grupo) estiveram presentes em muitos momentos,auxiliando na elaboração dos produtos.Possibilitou o entendimento da ferramenta no cotidiano do enfermeiro.Aguçou a criatividade das pessoas, a partir do desafio da criação de algo novo e possibilitou que líderes fossem identificados e suas habilidades fossem desenvolvidas.

resolvendo problemas de espaço pequeno

Nome: Ana Claudia Lopes
E-mail: aclopes1@hotmail.com
Localização: Ananindeua – PA

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
A escola onde eu trabalho é muito pequena e não têm espaços livres para desenvolver atividades lúdicas e culturais. Um problema enfrentado todos os dias era onde estacionar as mais de cem bicicletas dos alunos?

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
A equipe foi formada por alunos do ensino médio e eu fui a mediadora no processo de construção de um bicicletário no qual envolveu os demais estudantes.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
O material Design Thinking foi primordial pois foi através dele que surgiu a ideia de fazer um bicicletário com pneus velhos.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
O resultado foi maravilhoso: Ao fazer o bicicletário de pneus usados, os alunos também aprenderam conceitos sobre educação ambiental, sobre coleta seletiva e sobre como reutilizar materiais sólidos, dando-lhes novas funções e utilidades.

DT nas diferentes demandas

Nome: GRAÇA SANTOS
E-mail: orientandoquemorienta@gmail.com
Localização: RIO DE JANEIRO – RJ

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Apresentar a abordagem Design Thinking como uma nova perspectiva que permite o desenvolvimento de profissionais criativos que possam dar conta das diferentes demandas que a prática lhes impõe.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
Nome do facilitadora: Graça Santos
Data da oficina: 12 de julho de 2017, das 8h às 12h
Local da oficina: Colégio Silva Pereira – Nova Iguaçu/RJ
Quantidade de participantes: 30 docentes (Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II)
Parceria com alguma instituição? Sim. Qual? Colégio Silva Pereira – Nova Iguaçu/RJ

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim, o material é norteador de novas reflexões, estruturando o modelo mental dos participantes, permitindo o engajamento e a felicidade de cocriar novos designs.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Acolhida inesperada com o Café Empático; A descoberta de que problemas podem ser percebidos como desafios, e resolvidos coletivamente; As possibilidades e oportunidades geradas pelo uso da abordagem Design Thinking para educadores; A presença dos gestores pertencendo a um dos grupos; A alegria promovida pela vivência e cocriação das personas/empatia; O engajamento e mobilização dos professores em busca do novo design; A “fala” qualificada dos professores que ofereçam feedback para Gestora, em agradecimento ao fechamento do semestre algo instigante; A estruturação das ideias/modelo mental e a escrita das mesmas; A liberdade para aprender significativamente com novos processos e dinâmicas sem medo de despertar e projetar e potencializar a inteligência coletiva ; Melhoria da comunicação entre professores e Gestão Escolar; Desejo coletivo de continuidade do processo de Design Thinking para Educadores.

incentivo a leitura

Nome: Talissa Cristini Tavares Rodrigues
E-mail: talissa.trodrigues@gmail.com
Localização: Porto Alegre – RS

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Quais ações podem ser realizadas no ambiente escolar a fim de buscar melhoras no índice do SAERS?

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
A equipe foi organizada em grupos de 4 a 5 componentes. Os participantes foram os professores da Escola, a equipe diretiva e de supervisão escolar.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Utilizei em partes pois não consegui adaptar as informações que gostaria de descrever. Assim, criei um arquivo com as informações que estavam no material, mas algumas ficaram de fora e outras foram acrescentadas.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Os professores propuseram muitas ações interessantes para ser aplicadas na escola a fim de buscar bons resultados relacionado a solução do desafio. O grupo, em grande maioria, assumiu que o letramento deveria ser intensificado na escola, bem como o incentivo à leitura. para isso, propuseram gincanas que iniciam com desafios durante a semana e em um sábado letivo seja concluída. A turma vencedora receberá uma bonificação, ainda a discutir. Outra ação se referiu ao incentivo à leitura, um “Carrinho de livros” que ficará à disposição dos alunos para empréstimos e trocas”. Outros apresentaram a questão da motivação do aluno e também a importância de buscarmos entender as situações-problemas nas quais eles estão imersos, além disso, apontaram a importância de que mais reuniões com a equipe diretiva e supervisão escolar sejam realizadas para tratar de assuntos do cotidiano escolar e combinações, pois, sem a frequência maior desses espaços, as informações acabam sendo perdidas e o que chega para o aluno, muitas vezes não é o mesmo que chega para o corpo docente, causando conflitos.
A etapa mais difícil de trabalhar foi, com certeza a empatia (elaboração do mapa da persona!) devido à dificuldade, ou melhor, a resistência dos professores em apontar as características dos alunos do ponto de vista do próprio aluno e não do professor. Outra dificuldade muito grande foi em escrever as palavras chaves para ir em busca do desafio no quadro “Sonhos” e “Pesadelos”. Os integrantes buscavam responder o que poderia ser feito para que os apontamentos em cada conjunto fossem possíveis de ser realizados. Foram necessárias mais de duas explicações para que conseguíssemos concluir a etapa e encontrar o desafio/desafios. Com isso, a etapa se prolongou mais 30 minutos do tempo previsto. Outra grande dificuldade foi a questão de desvincular desafio de algo que esteja relacionado a investimentos governamentais e de sistemas políticos; fazer com que todos enxergassem que também podemos fazer a diferença.

DT na pós graduação

Nome: Fernanda Cauduro
E-mail: fernandacauduro@usp.br
Localização: Águas Claras – DF

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
A oficina foi realizada em uma disciplina do Programa de Pós Graduação Gestão em Enfermagem da EEUSP a qual aborda a inovação nos processos educativos na era digital. O desafio proposto foi “Como inovar nos espaços educativos?”

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
As equipes foram organizadas seguindo três perfis de professores: inovadores, acomodados e corajosos. Estes perfis sustentaram a etapa de interpretação e as demais que seguiram.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
O material foi utilizado como referencia para a organização e o planejamento da oficina. As etapas estão minuciosamente detalhadas o que permitiu a descrição meticulosa das atividades que contemplaram a oficina.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Como aprendizados, as organizadoras puderam experimentar o planejamento e execução da oficina e os participantes se aproximaram desta abordagem de inovação.

Escola com gosto de aprender

Nome: Mara Graziela Schiefelbein Gomes
E-mail: maragsgomes@gmail.com
Localização: Ibirubá – RS

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Como podemos contribuir na construção de uma escola mais desafiadora e que desperta o gosto por aprender?

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
A oficina foi realizada com um grupo de 15 professores de anos finais do Ensino Fundamental de uma escola estadual. Os professores identificaram que os alunos gostam de estar na escola, pois não apresentam infrequência, mas não gostam das aulas e estão com problemas de aprendizagem e comportamento.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
O material de Design Thinking para Educadores é muito bem elaborado, com explicações práticas que orientam o trabalho.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
A abordagem teve uma boa aceitação dos professores.A fase da empatia foi a que mais se destacou, tanto que durante a oficina, criamos a persona do professor e do aluno e depois, em sala de aula, os professores também fizeram essa atividade com os alunos, para ver a visão deles quanto aos seus anseios e o que veem nos professore.

DT e engenharia

Nome: Miguel Angel Chincaro Bernuy
E-mail: migueltrabalho@gmail.com
Localização: São José – SC

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
Como os tutores da disciplina de Introdução à Engenharia da UFSC podem ajudar a superar os obstáculos das equipes durante o desenvolvimento dos projetos semestrais?

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
O material e as discussões feitas durante o curso foram usados para construir o roteiro da oficina. Na minha opinião foram muito importantes pois traduzem com uma boa objetividade as ações que podem ser planejadas, sem cair na armadilha da formatação rígida de métodos. A abordagem permite um bom grau de flexibilidade de integração com outras abordagens, e foi isso que acabou ocorrendo no planejamento e execução da oficina.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Os resultados são aqueles que foram gerados nos dois dias da oficina, ou seja, um conjunto de ações de suporte às equipes dos projetos semestrais da disciplina de Introdução à Engenharia. Cabe destacar que o momento mais relevante foi a construção da visão empática dos tutores. Registrou-se uma grande capacidade de ouvir e contribuir com comentários sobre a visão dos estudantes quanto a aprendizagem de aspectos técnicos e de trabalho em equipe.

DT e empatia no ensino médio

Nome: GRAÇA SANTOS
E-mail: orientandoquemorienta@gmail.com
Localização: RIO DE JANEIRO – RJ

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
o duplo desafio, foi inspirar os Professores apresentando o tema Design Thinking: Empatia & Emoção, após o Conselho de Classe do 3º bimestre (turmas de Ensino Médio) do CE Presidente João Goulart no município de Belford Roxo, em duas horas.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
O Time de Professores do Ensino Médio recebeu um convite desenhado pela Facilitadora e enviado pelo Gestor Escolar, que também foi orientado a organizar o espaço físico com cadeiras e mesas soltas, além dos equipamentos e materiais necessários.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Sim, os materiais foram expostos na tela como norteadores do processo de construção do novo design de pensamento. Os participantes demonstraram o desejo de aprofundamento e realização do curso.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Resultados implícitos no feedback do Gestor Escolar – Professor Cesar Rangel.

Design Thinking by Graça Santos
Mais uma vez, a professora Graça Santos, nos levou a momentos de reflexão no processo de empreendermos autogestão com a perspectiva de um novo olhar sobre nós mesmos e o coletivo com o qual interagimos.

Palavra Chave: Empatia, com todos seus significados.

Obrigado Graça por mais este dia.

DT na fronteira sul do Brasil

Nome: Sandra Méndez
E-mail: sandrabmtorres@gmail.com
Localização: CHUÍ – RS

Qual foi o seu desafio (ou do seu grupo)?
O meu desafio foi concretizar a realização da primeira oficina em DT na fronteira sul do Brasil.
O desafio trabalhado em grupo foi co-criar práticas educativas para o ensino de Inglês, que oportunizem o aluno a se tornar um agente transformador do cenário atual da sua comunidade.

Como a equipe foi organizada (quem participou do processo)?
A EMEF General Artigas do CHUI nos recebeu de forma pioneira na região. Participou a comunidade escolar e civil por representatividade dos seguintes segmentos: mães, professores, coordenação e supervisão escolar, direção escolar, SMED, Câmara de vereadores e comerciários do mercado de trabalho.

Usou o material Design Thinking para Educadores? O que achou?
Utilizamos algo do material DT, como por exemplo, slides sobre REAs e achamos bem prático e esclarecedor.

Quais foram os resultados ou os aprendizados?
Aprendemos fundamentalmente a pensar na oportunidade da co-criação de forma diferenciada, hoje como algo possível de ser realizado de forma lúdica e prazerosa, com resultados produtivos.